LIGA PARAÍBA DE FUTEBOL É CRIADA E CLUBES ESTÃO SENDO CONVIDADOS PARA O 1° ARBITRAL

Desde o começo de novembro, torcedores de dezenas de clubes pequenos do futebol paraibano convivem com a expectativa de ver suas equipes – muitas delas inclusive inativas – novamente em ação.

O motivo: a notícia da criação de uma liga, que resultaria em um torneio para os nanicos em questão a partir de 2016.
Pode acontecer?
Sim, pode. E a movimentação nos bastidores para que a competição saia do papel é grande.

A Liga Paraíba de Futebol, entidade que pretende regulamentar o torneio, foi oficialmente criada na última segunda-feira, dia 15 de Fevereiro de 2016.
"O caminho único para o futebol é a organização de ligas. Isto, em nosso futebol brasileiro, será futuramente inevitável.

Portanto, saímos na frente.
A ideia da entidade – que vem sendo articulada há pelo menos um ano – é reunir equipes que estão afastadas das competições profissionais, embora não se descarte a participação de times que disputaram em 2015 a última das duas divisões do Campeonato Paraibano.

A ideia é que a competição seja disputada entre 10 de abril e 19 de junho.
A Liga Paraíba de Futebol quer contar, com times de todo o estado – divididos em sistema regionalizado.

"Estamos em busca de clubes que estão licenciados, com licença vencida, extintos ou desativados no futebol da F. P. F. ou Ligas Locais, para resgatar o futebol no estado da Paraíba, para que estas equipes possam retornar suas atividades".

"A Liga estará de portas abertas para receber não só equipes tradicionais que estão afastadas, como novas equipes, que são escolinhas e tem um trabalho na base com garotos estão nos procurando fazendo o pedido para filiação".

Equipes convidadas como:
22 de Dezembro – Cidade de Lagoa;
8 de Maio de Jericó – Cidade de Jericó;
América de Caaporã - Caaporã;
América de Esperança - Esperança;
Aparecida – Cidade de Aparecida;
Associação Atlética Leonel – Campina Grande;
Atalaia de Bananeiras - Bananeiras;
Atlético de Pombal - Pombal;
Azulão – Pombal;
Brejo do Cruz – Cidade de Brejo do Cruz;
C. F. C. de Malta – Cidade de Malta;
C. S. M. de Malta – Cidade de Malta;
Clube Recreativo Kachima – João Pessoa;
Conceição Atlético Clube - Conceição;
Confiança de Sapé - Sapé;
Constituinte – Pombal;
Cruzeiro Soledade – Cidade de Soledade.
Desportiva Perilima – Campina Grande;
Duque de Caxias – Cajazeiras;
Esporte Clube Caaporã – Caaporã;
Esporte Clube Flamengo Paraibano – João Pessoa;
Ferroviária Esporte Clube de Pombal – Pombal;
Grêmio Recreativo Serrano – Serra Redonda;
Guarabira Esporte Clube – Guarabira;
Internacional Paraibano;
Mato Grosso – Cidade de Mato Grosso;
Milréis Futebol Clube de Itaporanga – Itaporanga;
Nacional de Cabedelo – Cabedelo;
Nacional de Patos – Patos;
Ouro Velho – Ouro Velho;
Piancó Esporte Clube;
Picuí Clube – Picuí;
River Piranhense – São José de Piranhas;
Santos de Cruz do Espírito Santo – Cruz do Espírito Santo;
Santos de João Pessoa – João Pessoa;
São Bento – Bayeux;
São Bento – Cidade de São Bento das Redes;
São Domingos – Cidade de São Domingos;
São José Futebol Clube – São José de Sabugi;
Sociedade Esportiva Sousa – Sousa;
Socremo De Monteiro – Monteiro;
Sport Clube Teixeira – Teixeira;
Tabajara Futebol Clube – Catolé do Rocha;
Uiraúna Esporte Clube – Uiraúna;
Vila Branca – Solânea;
Vista Serrana – Cidade de Vista Serrana.

Além dos clubes acima citados, poderão se inscreverem na competição, todo e qualquer clube interessado, desde que, compram com as exigências da Liga.
As equipes vão desde times que disputaram a primeira e segunda divisão nos últimos anos, passando por equipes afastadas do futebol profissional, até projetos que cidades demonstraram interesse em levar adiante.

"Não há impedimentos para filiação à Liga, mesmo havendo participado de outra competição organizada pela F. P. F. ou Liga Local.

A princípio, não temos nenhum tipo de objeção quanto à Federação ou Ligas, os clubes são livres para se organizarem".
Arbitral, acesso e descenso
A ideia é que a regulamentação da Liga esteja concluída na primeira quinzena de março, com Conselho Arbitral com os clubes marcado para os dias 18 ou 19 de março.

Pesa a favor das equipes interessadas o fato de a competição ter um regulamento menos exigente – no que se refere a estádios, por exemplo, os clubes terão que cumprir algumas exigência.
Por outro lado, não é raro que os times envolvidos tenham passado por dificuldades financeiras recentes, impedindo até mesmo a participação em torneios profissionais.

Por isso mesmo, a Liga quer oferecer a oportunidade aos clubes interessados, "evitando assim as gestões desastrosas como vemos em grandes equipes".
"Estas equipes não estão em atividades de competições profissionais, mas não se afastaram do futebol, por toda a história, suas camisas e glórias, elas já estão movimentando torcidas, investidores, equipes técnicas e poder público onde estão sediadas".

"A nossa preocupação agora não se detém apenas quanto ao financeiro e técnico, e sim, ao ressurgimento de equipes as quais já revelaram para nosso selecionado (brasileiro) grandes craques, e hoje estão à deriva, Liga vem justamente ao socorro das mesmas, sendo parceira no renascimento - resultados técnicos e financeiros serão consequências".

A competição, por enquanto, prevê a disputa de uma divisão única – mas não está descartada, caso o torneio saia do papel e evolua, a possibilidade de acesso e descenso entre os times, no ano de 2017, com os módulos I e II.
"A princípio, não teremos acesso para outra divisão, e nem vaga em outra competição.

Porém, com o crescimento da Liga, tudo se amplia.
Teremos brevemente uma divisão especial, sendo os melhores 20 colocados fazendo parte desta divisão", competição para 2017.
"Teremos uma competição de alto nível com várias equipes e já temos a adesão de 70% dessas vagas que serão preenchidas.
Encaminharemos a relação de documentos e exigências para filiação de clubes, atletas e dirigentes, quando da confirmação no certame.

Após a entrega da documentação, e sendo aprovadas nossas exigências, divulgaremos as equipes participantes".
A Liga, oferecerá uma vasta premiação aos três primeiros colocados, além de artilheiro e o melhor goleiro, em um montante no valor de R$ 30.000,000 (Trinta Mil Reais) em premiação.

1º Lugar: R$ 15.000,00 (Quinze Mil Reais) + Troféu + 30 medalhas;
2º Lugar: R$ 8.000,00 (Oito Mil Reais) + Troféu + 30 medalhas;
3º Lugar: R$ 5.000,00 (Cinco Mil Reais) + Troféu;
Artilheiro: R$ 1.000,00 (Hum Mil Reais) + Troféu;
Melhor Goleiro: R$ 1.000,00 (Hum Mil Reais) + Troféu.
Valor da Inscrição por Equipe: R$ 1.200,00 (Hum Mil e Duzentos Reais), que poderá ser dividido em duas vezes.
Informações: 83 9 9626-8376 (TIM) 9 9663-0604 (Claro)

Realização: Liga Paraíba de Futebol (LPF)

Martir  Esportes
Futebol Paraibano