domingo, 25 de junho de 2017

Campinense marca nos acréscimos e garante a classificação para o mata-mata.

Foi suado. Foi dramático. Foi surreal. Faltam adjetivos para explicar o que aconteceu neste domingo no Estádio Amigão, em Campina Grande. Até os 30 minutos do segundo tempo, Campinense e Atlético-PE empatavam em 0 a 0. Àquela altura, só uma vitória por dois gols classificava o time paraibano. E foi isso que aconteceu. Reinaldo Alagoano finalmente apareceu. Ele marcou os dois gols que o time paraibano precisava, o último deles aos 46 minutos. A vitória por 1 a 0 estava deixando Campinense e Desportiva-ES empatados em todos os critérios como 15º melhor segundo colocado. O choro dos jogadores rubro-negros no fim da partida sintetizou o que foi a semana para o time. No fim, deu tudo certo.

Reinaldo Alagoano já havia desperdiçado pelo menos duas boas chances de gol. Mas quando balançou as redes aos 30 minutos do 2º tempo, abriu o caminho para a classificação. Que foi selada com outro gol, nos acréscimos. Não poderia haver outro herói para a vaga épica da Raposa.

O Atlético-PE passou boa parte da rodada se classificando. Um feito e tanto para um clube que entrou na Série D graças à desistência do Serra Talhada e que ainda não tinha vencido um jogo sequer na temporada até o início da competição. No fim, foi uma campanha digna.

Renda: 83.310,00
Público: 4.181 pagantes

Campinense agora enfrenta o Juazeirense na próxima fase. Confira como ficou o mata-mata da segunda fase da Série D

Resumão GE