terça-feira, 4 de julho de 2017

Botafogo propõe manifesto a favor da Liga do Nordeste e contra Náutico e Sport

Um dia após o anúncio da decisão de Sport e Náutico de saírem da Liga do Nordeste e não participarem mais do Nordestão, o Botafogo-PB informou que está preparando um manifesto de apoio à Liga e contra os boicotes dos dois times pernambucanos. O clube garante que já tem o apoio de outros times da região e destacou entre eles o Bahia, atual campeão da competição.

Segundo o diretor de futebol do Belo, Breno Morais, é o vice-presidente Guilherme Novinho quem está à frente da coleta de assinaturas para o manifesto e está ligando pessoalmente para os dirigentes dos clubes que são filiados à Liga do Nordeste.

Este trabalho começou na manhã desta terça-feira e, segundo o diretor do Belo, a previsão é que o documento seja divulgado até esta quarta-feira.

    - A nossa posição é de total apoio à Liga do Nordeste. Começamos a nos movimentar hoje pela manhã e já temos muitas adesões. Somos a favor de algumas modificações, mas sair da Liga jamais - contou Breno Morais.

Na tarde dessa segunda-feira, dirigentes de Sport e Náutico, além do presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho, concederam uma entrevista coletiva e explicaram que as razões para a saída foram a fórmula de disputa e a falta de rentabilidade da competição. Eles ainda falaram sobre um novo torneio.

Dos três grandes, o Santa Cruz foi o único que não esteve na entrevista coletiva, nem se posicionou de forma definitiva sobre a saída. E de acordo com o dirigente do Botafogo, a Cobra Coral não deve sair da Liga.

- Na reunião passada da Liga, os pernambucanos se retiraram. Começou daí. Mas, até onde sabemos, o Santa não vai se desfiliar. Para a gente, os pernambucanos não vão sair, já que o Salgueiro permanece e o Náutico já não ia participar mesmo, então só o Sport seria baixa - explicou o diretor de futebol.

Breno ainda criticou o presidente do Sport, Arnaldo Barros, pelo "discurso dúbio". Isto porque o dirigente do Leão afirmou que um dos motivos para a saída seria o excesso de competições de que o clube participa - no total são cinco -, mas depois falou sobre a criação de um outro torneio.

GE PB