Árbitros Gean Lima e Jackson Reis são inocentados de supostas irregularidades

O presidente da Escola Estadual de Arbitragem, Genildo Januário da Silva, em reunião com os presidentes da Sinafep, FPF e Ceaf, inocenta de culpa os árbitros da FPF, Jackson Reis dos Santos e Francisco Gean Lima Bento, de supostamente teres usando os nomes e escudos da FPF e da Escola de Arbitragem, em denúncia que chegou ao conhecimento dos presidentes das entidades através de áudios via WhatsApp.


Martir  Esportes