Simões avisa que é candidato à reeleição e anuncia Celso Teixeira para 2018

O presidente do Campinense, William Simões, foi direto na entrevista coletiva realizada na tarde desta quarta-feira. Disse que passou os últimos dois meses avaliando se deveria ou não seguir no clube e ao término deste período de avaliação decidiu que vai mais uma vez ser candidato à releição na Raposa, no pleito marcado para a primeira quinzena de dezembro. Em seguida, já pensando em 2018, divulgou que o novo técnico do clube é Celso Teixeira, vice-campeão paraibano pelo arquirrival Treze no Campeonato Paraibano deste ano.

Celso Teixeira, aliás, foi o responsável pela eliminação do Campinense nas semifinais do estadual, o que tirou a Raposa tanto da Copa do Brasil como da Copa do Nordeste do ano que vem. E, curiosamente, vai caber a ele comandar o time nesta temporada de calendário reduzido.

William Simões explicou que já hoje o time começa a pensar na próxima temporada e prometeu até 30 de outubro fechar todo o elenco. E avisou que o orçamento não pode passar de R$ 150 mil mensais.

- Sabemos que vai ser um ano difícil. Mas a partir de hoje a gente já inicia o planejamento para 2018, porque quem começa na frente, começa também com vantagem.

Ele destacou ainda um outro motivo para começar o quanto antes a montar o elenco:

- A montagem do grupo promete ser complicada. Porque precisamos de jogadores que se encaixem no pequeno orçamento que teremos a disposição - refletiu.

Candidatura na rua:
William Simões avisou ainda que vai ser candidato a presidente do clube para mais um mandato. Já são seis anos a frente do clube, e caso eleito, chegará a oito. O atual presidente, inclusive, diz que é candidato independente de um eventual consenso em torno de seu nome.

- Analisei longamente e me sinto na obrigação de dar continuidade ao meu trabalho. Quero comunicar que vou para a releição. Não sei se vai aparecer concorrente, mas se aparecer vou continuar no meu propósito de ser candidato. Nossos projetos ainda não foram concluídos.

Por fim, ele fez uma rápida avaliação sobre a sua passagem pela Raposa até o momento. E destacou que já são quatro títulos e dois vice-títulos em seis anos. Era ele o presidente nos títulos da Copa do Nordeste de 2013 e dos campeonatos paraibanos de 2012, 2015 e 2016. Além das segundas colocações no Nordestão de 2016 e no Paraibano de 2017.

GE
Por Phelipe Caldas e Marcos Vasconcelos