Nacional vence a Desportiva no José Cavalcanti e abre boa vantagem na decisão

Jogando em casa, no José Cavalcanti, o Nacional de Patos foi bem superior na tarde-noite deste domingo. Jogando melhor na maior parte do tempo, o time alviverde aproveitou o fator casa e o apoio da torcida e venceu a Desportiva Guarabira por 2 a 0, com gols de Jó Boy e Júnior Mandacaru, ambos ainda no primeiro tempo. E o Canário do Sertão não baqueou na partida nem quando perdeu o zagueiro Vidal, expulso aos 40 da primeira etapa, quando o placar ainda marcava 1 a 0. O placar dá ao Naça uma boa vantagem na briga pelo título da 2ª divisão do Campeonato Paraibano, que só vai ser decidido no próximo domingo, no Sílvio Porto, em Guarabira.

PRIMEIRO TEMPO
O Nacional de Patos começou a partida indo para cima. E até sofreu um susto, quando Ebinho teve a chance de abrir o placar para a Desportiva, mas, aos 12 minutos, balançou a rede. Jó Boy recebeu de Caaporã e, de perna esquerda, de fora da área, acertou um belo chute no canto do goleiro Wallace e fez a torcida alviverde explodir em festa no José Cavalcanti.

O Naça seguiu melhor em campo, apesar de o Azulão começar a encontrar espaços e dar uma equilibrada nas ações em campo. E a situação dos donos da casa poderia ter se complicado muito quando o zagueiro Vidal fez falta em Ebinho aos 40, recebeu o segundo amarelo e foi expulso. Mas apenas três minutos mais tarde, Júnior Mandacaru aproveitou boa jogada de Enercino pela esquerda e, com um desvio, mandou a bola para as redes, ampliando a vantagem alviverde no placar.

SEGUNDO TEMPO
Com a mais em campo, seria natural a Desportiva partir para cima para tentar diminuir a diferença no placar. Mas o Nacional seguiu melhor em campo e até perdeu algumas chances com Mandacaru e Enercino, por exemplo. Ainda assim, o Azulão insistia e chegou perto com Ebinho. Os dois times fizeram todas as substituições a que tinham direito, mas o cenário da partida não foi muito alterado.

O time de Guarabira buscava espaços, mas os donos da casa estavam bem postados na defesa e ainda levavam algum perigo nos contra-ataques. E a vantagem numérica da Desportiva se desfez aos 42, quando o lateral-direito Daniel se machucou e saiu de campo direto para o hospital, com suspeita de fratura. Como já tinha feito as três substituições, o Azulão também ficou com apenas 10 em campo. Mas não houve tempo para mais nada, e o placar se manteve em 2 a 0 para o Naça.

COMO FICA A SITUAÇÃO?
Com a vitória por 2 a 0, o Nacional de Patos está numa situação bem confortável na final da 2ª divisão. O Canário do Sertão pode perder por até um gol de diferença, que, ainda assim, conquista o título da divisão de acesso do futebol paraibano. Claro que empate ou vitória também fazem o Alviverde campeão. Já a Desportiva Guarabira precisa vencer por três ou mais gols de diferença se quiser conquistar a taça sem precisar da disputa por pênaltis. Em caso de vitória do Azulão por dois gols de diferença, então a decisão vai para as penalidades máximas.

Resumo GE