Botafogo fica à frente no placar em duas oportunidades, mas sofre o empate e acumula o sexto jogo seguido sem vitória

Confiança e Botafogo-PB se enfrentaram na tarde deste domingo na Arena Batistão. O jogo servia para o Dragão se manter na parte de cima da tabela e tentar vencer em casa, o que só aconteceu uma vez na Série C até aqui. Para o Belo, a oportunidade de ir se recuperando e subir na tabela. No fim das contas, empate em 2 a 2 que não foi positivo para nenhuma das equipes. Clayton abriu o placar no fim da primeira etapa. Nos primeiros minutos do segundo tempo, o zagueiro Rodolfo fez de cabeça. Porém, o Botafogo-PB fez mais um com Clayton. No fim, os proletários ainda conseguiram igualar com gol contra de Júnior Lopes.

O Confiança iniciou a partida dando as coordenadas, ditando o ritmo. Os proletários tinham mais posse de bola, trocavam passes e tinham certa facilidade de chegar ao gol adversário. E o que faltou então para marcar o gol? Tranquilidade. As jogadas ofensivas iam, uma a uma, sendo desperdiçadas em finalizações precipitadas e sem direção. Faltava apenas acertar esse último passe. O tempo passou e o Dragão não conseguiu melhorar neste fundamento. O Botafogo praticamente não ameaçava. Porém, nos minutos finais, chegou com perigo em uma finalização de Leandro Kível que Genivaldo tirou com os olhos. Logo em seguida, Kível fez as vezes de garçom e deu um lançamento preciso para Clayton, que dominou e encontrou espaço para tocar na saída do goleiro proletário e marcar o gol. Placar parcial de 1 a 0 para os visitantes.

Na etapa complementar, Luizinho Lopes colocou Tito em campo para aumentar o poder de fogo azulino. Logo nos primeiros minutos, o Confiança chegou ao empate com o gol do zagueiro Rodolfo, de cabeça, após cobrança de escanteio. Era o que o time precisava para alavancar uma reação. Mas ela não veio. O Confiança continuou desperdiçando algumas oportunidades e sofreu mais um gol. Cleyton ficou com a sobra na área e finalizou para as redes. Aos trancos e barrancos, os mandantes buscaram mais um gol, e ele veio, contra do zagueiro Júnior Lopes. Nos minutos finais, o jogo foi lá e cá e ninguém conseguiu marcar. E a partida terminou empatada em 2 a 2.

No segundo tempo, o Confiança ficou na bronca com a arbitragem. Os jogadores reclamaram muito principalmente de dois lances, que acabaram sendo capitais. O primeiro foi quando Tito foi derrubado na área e o árbitro não marcou a penalidade. O outro lance plêmico foi no segundo gol do Botafogo-PB, em que houve impedimento e a assistente não assinalou a posição irregular. Os lances acabaram sendo decisivos no placar do jogo.

Com o sexto empate consecutivo na Série C, o Confiança perdeu a segunda colocação. Agora é o terceiro com 19, mesmo número de pontos que o Náutico, que leva vantagem no número de vitórias. O Dragão vê alguns concorrentes se aproximando. O time é o único que só perdeu uma no grupo, mas empata demais e não consegue vencer em casa. Isso só aconteceu uma vez, na terceira rodada. O Botafogo não vence há seis jogos e beira a zona do rebaixamento, agora com 14 pontos.

No sábado que vem, o Confiança volta a jogar na Arena Batistão. O adversário será o Náutico. É um confronto direto na luta pela vice-liderança. O Botafogo-PB recebe o ABC no domingo, no Almeidão.

GE