Segundo jornalista, Campinense tem cota da Copa do Brasil bloqueada pela justiça

Um dos escapes financeiros do Campinense nesse primeiro semestre seria a Copa do Brasil, com uma cota de participação na primeira fase de R$ 525 mil. Se avançar de fase o clube receberá mais R$ 625 mil, se não avançar o time perde boa parte da renda do jogo.

Segundo o que reporta o jornalista Phillipy Costa o Campinense está com problemas quanto ao dinheiro da primeira fase, isso porque a Justiça do Trabalho determinou o bloqueio da cota, com o clube tendo uma dívida de R$ 900 mil junto a JT. O setor jurídico da Raposa corre pra tentar diminuir essa barreira. O presidente Antonio Macedo e o supervisor do clube Dorgival Pereira estiveram na CBF tentando resolver essa questão.

O rubro-negro enfrenta o Botafogo-RJ no dia 13 de fevereiro, no Estádio O Amigão, jogo único. Ao Campinense só interessa a vitória, qualquer outro resultado o elimina da competição, quem avançar pega o vencedor de Ypiranga-AP e Cuiabá.

Igor Pereira / Blog do Campinense
Leia Mais ››

Jairo Santos e Márcio Paraíba já treinam com os demais jogadores do Nacional

Com o pensamento voltado para o compromisso diante do Campinense no próximo Domingo (20) pela segunda rodada do Campeonato Paraibano, o Nacional de Patos realizou mais um treinamento na tarde desta quarta-feira no estádio José Cavalcanti.

Depois de um bate papo com os atletas, o treinador Índio Ferreira dividiu os atletas em dois times e realizou um treino tático com orientações e observações de posicionamento defensivo e ofensivo.

Embora já esteja totalmente integrado a equipe, o zagueiro Márcio Paraíba afirmou que não estará a disposição para enfrentar o Campinense neste final de semana e que o planejamento que foi traçado pela comissão técnica será para a sua estreia a partir da terceira partida que será diante da Perilima em Patos.

Já o meia Jairo Santos se mostrou confiante na possibilidade de entrar em campo diante da Raposa de Campina Grande, equipe pela qual ele já jogou e para o jogador se o treinador optar por sua estreia contra o Campinense com certeza estará preparado.

Outro jogador que também se prepara para finalmente mostrar serviço é o atacante Mosquito que deverar estar a disposição de Índio Ferreira e reforçar o ataque nacionalino.

Por Antonio Silva
Patosonline.com
Leia Mais ››

Agora no Atlético, ex-jogador do Corinthians-SP está confiante em vaga na Série D

Após a primeira rodada do Campeonato Paraibano 2019, Léo Feitosa comandou o Diário Esportivo exibindo os gols da rodada de abertura da competição estadual, além de muitas informações, entrevistas e debates.

O convidado do dia foi o ex-jogador do Corinthians e atualmente auxiliar técnico do Atlético de Cajazeiras, Fininho. Na oportunidade, ele destacou a boa estreia do time cajazeirense vencendo fora de casa a equipe do Serrano por 3 a 0.

Fininho convocou a massa atleticana para lotar o Perpetão no jogo do próximo sábado, às 16h, diante do Treze. Na ‘troca de passes’ entre o apresentador e o ex-jogador, Fininho expressou muita confiança no Trovão Azul do Sertão fazer uma boa campanha e buscar vaga no Brasileirão da Série D para a temporada de 2020.

Por Jocivan Pinheiro
DIÁRIO ESPORTIVO
Leia Mais ››

Piza deve mudar Botafogo-PB contra o Esporte de Patos para evitar desgaste

Após o empate contra o Santa Cruz-PE, pela estreia da Copa do Nordeste, o Botafogo-PB volta todas as atenções para o Campeonato Paraibano. O Belo iniciou ontem (16), a preparação para o confronto deste domingo (20), diante do Esporte de Patos, no Estádio José Cavalcanti.

Para o duelo no sertão, o treinador Evaristo Piza indicou que pode mexer no time titular para a partida. O técnico do Belo afirmou que, devido ao desgaste físico ocasionado pela proximidade entre as duas primeiras partidas da equipe na temporada, pode fazer mudanças, mas deixou claro que o Campeonato Paraibano é importante para o clube, uma vez que garante vaga para as disputas do Nordestão e Copa do Brasil do próximo ano.

– Sem querer desprezar o Campeonato Paraibano ou o Esporte de Patos, mas temos que pensar no bem estar de nossos atletas, evitar lesões. Podemos perder jogadores em momentos decisivos por excesso de carga, aí ele fica fora por um ou dois meses, e na hora que estamos decidindo classificação ou título, não podemos contar com aquele jogador – considerou.

Sobre poupar jogadores específicos para a próxima rodada, Piza deixou claro que é uma possibilidade a ser executada, mas antes, deve acompanhar a recuperação física dos jogadores que atuaram nas duas partidas do Belo.

– A ideia é essa. Vamos analisar como está o nível dos jogadores. Foram dois jogos em menos de 72h, com praticamente a mesma equipe. E agora já temos uma viagem para Patos no sábado e o jogo no domingo. Vamos conversar bastante com o departamento de fisiologia para ver como está a recuperação desses atletas – pontuou.

Com um grupo montado e testado, Piza pode fazer mudanças que já testou nos amistosos preparatórios da temporada, como, por exemplo, a escalação do meia Ronaldo Viana no lugar de Marcos Aurélio, Donato no lugar do zagueiro Lula, Dico substituindo o meia Clayton, e Israel entrando no lugar do lateral direito Roniery.

– Tenho várias opções para mexer, o grupo é muito equilibrado e, por isso, me dá condições de fazer alterações, sem perder a regularidade da equipe – finalizou.

Paraíba Online
Leia Mais ››

Josivaldo Alves liga sinal de alerta no CSP após o segundo revés: "Temos que reagir"

Com apenas 10 rodadas na fase de classificação do Campeonato Paraibano, o treinador e homem forte do CSP, Josivaldo Alves, quer resposta imediata e já engrossou a cobrança aos seus comandados para as próximas rodadas do certame. Isso porque o Tigre perdeu para o Serrano-PB na abertura da segunda rodada, nessa quarta-feira, e já acumula o seu segundo revés. O CSP foi superado pelo Lobo da Serra por 1 a 0, no Estádio Almeidão, com gol sofrido aos 42 minutos do segundo tempo. Foi a segunda derrota em dois jogos disputados na competição.

- Não tem outra alternativa que não seja reagir. É duro. Derrota dura. Da maneira que foi, mais ainda. Trabalhar e corrigir aquilo que não está funcionando. É aí que a gente descobre os homens. Não é porque tem menino de 17 anos no meio que não são homens. Temos que descobrir os nossos homens e reagir. Se não tivermos postura de reagir, não vai melhorar nada - cobrou Josivaldo.

Apesar da derrota e do jogo pouco atrativo tecnicamente, a maioria das melhores chances de gol da partida vieram do lado do CSP. Ferreira ainda chegou a desperdiçar um pênalti para o Serrano-PB. No dois tempos, o Tigre foi a equipe que mais criou oportunidades de gols. Com bola na trave e pouca sorte na hora do arremate, acabou amargando a segunda derrota no campeonato. Josivaldo analisou a partida e atestou falta de competência ao seu time.

- Chegamos próximo da área ou dentro várias vezes e não tivemos competência para dar o último toque e finalizar para sairmos com o placar favorável. No segundo tempo, jogamos um pouco na pressão. Não com o mesmo volume do primeiro tempo, mas superior. Como nos últimos jogos que a gente jogou contra o Serrano-PB, sobrou uma bola e saiu o gol - lamentou.

Mesmo conformado com as chances desperdiçadas, Josivaldo Alves não deixou a arbitragem passar despercebida. No domingo, o presidente do Sousa, Aldeone Abrantes, já havia protestado contra o sergipano Eloane Gonçalves Santos, que arbitrava a sua primeira partida no futebol da Paraíba. Agora, Marcel Phillipe Martins, também sergipano, não foi poupado Josivaldo. O toque de mão de Inha, que resultou no pênalti marcado para o Serrano-PB, além do pouco tempo de acréscimo deixaram o treinador do CSP descontente com os critérios do árbitro.

- Um lance estranho, involuntário e o juiz dá o pênalti. Não que a gente fosse ganhar o jogo. Podíamos jogar mais 90 minutos. No dia que não entra, não entra. Mas é um acréscimo que não existe. Dá dois, três minutos e não deixa terminar. Seis substituições já dá três minutos. O time (adversário) fazendo cera, que é normal. Mas faz parte - desabafou.

Com a derrota, o CSP continua na terceira colocação do Grupo B, pelos critérios de desempate, mas podendo cair para a lanterna isolada a depender dos demais jogos da rodada, que prossegue no fim de semana. O Tigre só voltará a campo no próximo dia 26, quando vai até Campina Grande enfrentar o Treze.

GE
Leia Mais ››

Luciano Silva destaca a paciência e o poder defensivo do Serrano na vitória sobre o CSP

Muita disposição e pouca inspiração! Foi assim que o Serrano-PB conseguiu a sua primeira vitória no Campeonato Paraibano, na noite dessa quarta-feira, ao bater o CSP por 1 a 0 no Almeidão, em João Pessoa. Dominado na maior parte do tempo pelo Tigre, o Lobo da Serra chegou a desperdiçar um pênalti, mas acabou balançando a rede já no fim da partida e somando os três pontos. Para o técnico alviverde, Luciano Silva, o triunfo foi fruto de uma boa consistência defensiva e da paciência de seus jogadores dentro das quatro linhas.

De fato, o time de Campina Grande precisou de um nível de concentração alto lá atrás, já que o CSP atacou mais, pressionou em alguns momentos e esteve sempre mais perto de abrir o placar. O Serrano-PB, em contrapartida, até teve algumas boas chances de marcar, sobretudo quando Ferreira, aos 17 minutos do segundo tempo, foi para uma cobrança de pênalti. Mas o experiente lateral chutou para fora, desperdiçando a melhor oportunidade de gol no jogo. Mas aí, aos 42, o zagueiro Darlan conseguiu ir às redes e deu a vitória ao Lobo.

- A gente conseguiu na superação, no detalhe. Tivemos um pênalti que não foi convertido, mas na bola parada no final, no detalhe, a gente conseguiu a vitória, que foi extremamente importante para nossas ambições na competição - comentou Luciano Silva ao fim do duelo.

Segundo o treinador do Serrano-PB, a chave do sucesso contra o CSP foi a paciência e a consciência para se defender e esperar o momento certo de atacar.

- Sem dúvidas, tivemos uma proposta defensiva, principalmente no primeiro tempo, de estudar o adversário, trabalhar em linha baixa, porque eles fazem diagonais longas. Mas a gente soube controlar, soube ter a consciência de que a gente tinha que esperar eles proporem o jogo; eles propuseram e não fizeram o gol; e a gente, na bola parada, num detalhe, fez a diferença e conquistou três pontos fundamentais.

Com a vitória, o Serrano-PB ocupa a quarta posição no Grupo A e deixa o Sousa na lanterna, mas vale lembrar que os demais times da chave ainda não jogaram nesta segunda rodada do Paraibano e farão suas partidas neste fim de semana. Com isso, o Lobo da Serra pode acabar caindo para a última colocação.

GE
Leia Mais ››

Serrano sofre na maior parte do tempo, mas marca no fim, vence o CSP e se reabilita no Paraibano

Foi sofrível! O CSP recebeu o Serrano no Almeidão, na noite desta quarta-feira, abrindo a segunda rodada do Campeonato Paraibano. E, precisando vencer, os dois times acabaram mostrando um futebol mais de disposição do que de inspiração. O Tigre teve mais a posse de bola, mais volume de jogo, chegou mais vezes ao ataque, mas, no fim, foi o Lobo da Serra que se deu bem. O time de Campina Grande se defendeu bem, chegou a perder um pênalti e, já aos 42 do segundo tempo, marcou o gol que lhe rendeu sua primeira vitória na competição estadual. Enquanto isso, a equipe de João Pessoa segue sem vencer.

Desde que a bola rolou no Almeidão, CSP e Serrano-PB deram a entender que fariam uma partida sem muita técnica, mas com disposição. No primeiro tempo, o Tigre tomou a iniciativa de ir ao ataque, mas foi o Lobo da Serra que chegou primeiro com certo perigo, quando Michael recebeu de Anderson e finalizou, mandando a bola pertinho da trave de Wallace. Os donos da casa tentaram com Igor e Lúcio Curió, mas sempre parando no goleiro Rodrigo Calchi, que ia se tornando um dos destaques da partida, que foi para o intervalo sem gols.

Na segunda etapa, o jogo não mudou muito quanto à qualidade técnica. Mas, pelo menos, teve mais emoção. Teve pênalti para o Serrano-PB aos 17 minutos, quando Inha tocou a bola com a mão dentro da área e o árbitro apontou a marca dos 11 metros. Mas aí Ferreira foi para a cobrança e mandou para fora, desperdiçando a melhor chance de abrir o placar no Almeidão. Teve também bola na trave, quando Fábio cobrou falta para o CSP e acertou o travessão adversário. E teve gol. Aos 42 minutos, o zagueiro Darlan aproveitou cobrança de escanteio e, de perna esquerda, mandou para as redes, dando a vitória para o Lobo da Serra.

CSP: Wallace, Igor, Inha, Gilmar Pitimbu e Fábio; Senegal (Ramon), Léo Silva, Henrique (Leo Cabeludo) e Leandro; Lúcio Curió (Arthur Diego) e Di. Técico: Josivaldo Alves.

SERRANO-PB: Rodrigo Calchi, Ferreira, Darlan, Weverson e Jefferson Sandes; Iago (Igor Soares), Igor Rodrigues, Anderson (João Pedro) e Renato Diniz; Jones (erivan) e Michael (Cláudio). Técnico: Luciano Silva.

Com a vitória, o Serrano-PB chegou aos mesmos 3 pontos de Botafogo-PB, Treze e Nacional de Patos no Grupo A, mas vale lembrar que todos esses concorrentes do Lobo da Serra ainda vão a campo no fim de semana, quando vai ser completada a segunda rodada do Campeonato Paraibano. Enquanto isso, o CSP acumula a sua segunda derrota e segue sem somar pontos, ainda à frente de Perilima e Esporte de Patos, mas pode cair de vez para a lanterna da chave quando a rodada for complementada.

CSP e Serrano-PB só voltam a campo daqui a uma semana e meia. O Tigre vai até Campina Grande para enfrentar o Treze no dia 26 (um sábado), enquanto que o Lobo da Serra encara o Campinense um dia depois, no domingo, também na Rainha da Borborema.

BORDERÔ
Público total: 308 pessoas
Renda: R$ 6.160
(informações da FPF)


Resumão GE
Leia Mais ››