Aldeone articular proposta do Paraibano 2018 com pontos corridos em 18 datas

Aldeone Abrantes vai participar da reunião na FPF, na tarde desta quarta-feira, que deve começar a definir os moldes do competição estadual de 2018 e já está articulando com os demais clubes o apoio de sua proposta, que será de um campeonato de pontos corridos, com 18 datas.


Na manhã de hoje, ele já se reuniu com os dirigentes do Nacional de Patos, Alisson Nunes, presidente, e Zé Ivan, diretor de futebol, e também conversou com representantes de Auto Esporte, Atlético de Cajazeiras e Desportiva Guarabira por telefone. Ele quer dialogar com todos os clubes para conseguir apoio para sua proposta.

-  Nós vamos formar um grupo para tentar um campeonato mais forte. Entendo a preocupação da Federação, mas não vamos aceitar a redução de times, nem de datas. A proposta de 13 rodadas é rídicula. Nós vamos propor as 18 datas, só com uma outra forma. O nosso compromisso é com o campeonato, respeitando o que diz a CBF - ressaltou Aldeone.

Em 2017, o Paraibano foi realizado em 22 datas, mas pelo calendário da CBF a competição deverá ser reduzida para no máximo 18. Por isso, Amadeu quer alterar o número de rebaixados ou de vagas de acesso, para conseguir reduzir o número de times para oito. Ele também pretende modificar a fórmula. E o presidente da FPF sabe que não vai ser fácil convencer os clubes a chegarem a um consenso. Para tentar resolver a questão, o dirigente vai fazer uma série de reuniões com os clubes antes do arbitral.

Além do Sousa, o Nacional de Patos e o Treze já se manisfestaram contra a decisão de enxugar o torneio do próximo ano. O presidente do Galo, Fábio Azevedo, quer repetir a fórmula de 2017, e o presidente do Naça, Alisson Nunes, se disse contra a redução e já se reuniu com Aldeone Abrantes.

- Nós fizemos um levantamento e vimos que de 14 de janeiro a 29 de abril, tem 31 datas. Então, dá para colocar 18 rodadas, deixando as datas de Copa do Brasil e Copa do Nordeste, cabem até as 22 datas como o Treze quer. Que fique claro que a gente quer obedecer a CBF de forma simples e objetiva, mas sem atropelo. Nós já temos um campeonato perfeitamente enxuto - apontou o presidente do Sousa.

Foto: WhatsApp
 Redação: Globoesporte.com