Eduardo Araújo diz que não vai assumir cargo na FPF porque é candidato a presidente da entidade

Ex-diretor executivo e candidato a presidente da Federação  Paraibana de Futebol (FPF), Eduardo Araújo divulga nota que esclarece que a assembléia para debater a destituição de Nosman Barreiro do cargo de presidente da FPF está mantida para segunda-feira (16) no Auditório do Clube Cabo Branco, as 14h.

Ele também diz que apesar dos clubes apoiarem, ele se recusou a assumir uma função na justa administrativa da FPF, caso a empreitada seja positivo, já que ele é candidato a presidente da FPF.

Leia a nota completa:
Diante do meu auxílio jurídico nessa empreitada para realização de uma Assembléia Geral para debater a destituição de Nosman, vários clubes solicitaram que assumisse um dos cargos da Junta em caso positivo da destituição, ou retornasse ao cargo de Diretor Executivo.

Pois bem, acredito que a partir do momento que sou candidato a Presidente da FPF, não posso assumir qualquer cargo durante a gestão da Junta até a realização das eleições, para garantir a lisura e a moralidade, evitando qualquer comentário de utilização da estrutura da Federação Paraibana de Futebol para ter êxito. Fiz a mesma recomendação aos meus queridos vices que serão anunciados na próxima semana e todos acataram.

Reitero a convocação da Assembleia Geral confirmada para o dia 16.07 às 14h no Auditorio do Cabo Branco para que os filiados definam de maneira transparente, pública, legal e democrática os destinos da FPF tão combalida pelos tristes acontecimentos dos últimos meses.

Qualquer dúvida estou a disposição para auxilia-los.

Eduardo Araújo
OAB/PB 15.453


Martir  Esportes