MP inicia vistoria nos estádios da 2ª divisão e Valberto Lira diz que o de Sapé é um modelo

A Comissão Permanente de Prevenção e Combate à Violência nos Estádios da Paraíba começou as vistorias nos estádios que vão sediar jogos da 2ª divisão do Campeonato Paraibano. Foi o que afirmou o presidente da comissão e procurador do Ministério Público da Paraíba (MP-PB), Valberto Lira. A competição está marcada para começar no dia 16 de setembro, no entanto, na última quarta-feira, a Federação Paraibana de Futebol (FPF) convocou uma reunião extraordinária do Conselho Arbitral para a próxima quarta.

De acordo com Valberto Lira, ele recebeu os primeiros laudos das vistorias feitas pela Polícia Militar, que também faz parte da comissão. Em uma entrevista à Rádio CBN, o procurador afirmou que alguns estádios precisam se ajustar, mas que também há praças que estão em perfeitas condições de jogo, como é o caso do Tadeuzão, em Sapé.

- O Tenente-Coronel Ferreira me falou que já tinha visitado os estádios que estavam faltando, que é o de Sumé, o Pereirão e o José Cavalcanti, de Patos. Ele vai mandar o que está faltando fazer lá em Patos, porque a prefeitura de lá assinou um TAC. O tenente passou pelo município também de Cuité. Nós visitamos o de Lucena e o estado do estádio está bem avançado. O estádio de Sapé hoje é um modelo - afirmou Valberto.

A competição está marcada para começar no dia 16 de setembro, com a participação de Confiança de Sapé, Internacional-PB, São Paulo Crystal e Spartax; Desportiva Guarabira, Perilima, Queimadense e Sport Campina; Esporte de Patos, Femar, Nacional de Pombal e Sabugy.

A participação da Queimadense ainda é uma incógnita. Isto porque clube e FPF divergem sobre a desistência da equipe. A entidade publicou, na última quarta-feira, um ofício que declarava a não participação do time. A diretoria, no entanto, diverge e afirma que não vai desistir da participação.

Larissa Keren / GE