Zezinho e Guilherme Novinho se antecipam à Justiça e entregam cargos no Botafogo

Pedro Bezerra Neto é oficialmente o presidente do Botafogo-PB. Isso porque Zezinho Botafogo e Guilherme Novinho, que comandavam a diretoria, se anteciparam à Justiça e entregaram os seus cargos ao Conselho Deliberativo. Como determina o Estatuto, o próximo na linha sucessória é justamente o diretor de patrimônio, que assume o clube com a missão de organizar o processo eleitoral marcado para o dia 21 de outubro.

Novinho foi o primeiro a se afastar. Ele entregou a carta-renúncia no dia 10. Na última terça-feira, 18, foi a vez de Zezinho Botafogo fazer o mesmo. De acordo com Raimundo Nóbrega, secretário do Conselho Deliberativo, a posse de Pedro Bezerra Neto aconteceu na própria sessão da terça-feira.

- Ele fica no comando do clube até o dia 31 de outubro, uma vez que a posse do presidente eleito acontece no dia 1º de novembro. Até lá, o clube vai organizando o processo eleitoral que, como todos sabem, foi antecipado em uma semana por causa das eleições partidárias - disse Raimundo Nóbrega, se referindo ao pleito do dia 28 de outubro, data que também era prevista para as eleições no Botafogo-PB.

Na semana passada, a 4ª Vara Criminal não somente afastou como tornou réus os cinco dirigentes do Botafogo-PB, além do presidente do Campinense, William Simões, em decorrência da operação que apura casos corruptivos do futebol do estado. De acordo com a denúncia, Zezinho Botafogo e William Simões atuaram diretamente para fraudar sorteios de arbitragem e manipular jogos do Campeonato Paraibano deste ano.

GE