Após eliminar o Ceará Caçadores, Espectros vai em busca do 9º título nordestino da sua gloriosa história

Imbatível. É como o João Pessoa Espectros segue no Campeonato Brasileiro de Futebol Americano. Após vencer e eliminar o Ceará Caçadores pelo placar de 40 a 0 nesse domingo, o Rubro-Negro avançou para as finais da Conferência Nordestina da competição nacional e agora terá o clássico contra o Recife Mariners como única barreira que o separa da conquista do 9º título regional e da vaga nos playoffs nacionais do Brasileirão.

Com atuação impecável diante dos cearenses, o Espectros segue invicto na competição, agora com a marca de sete partidas e sete vitórias, e está em mais uma final nordestina. O adversário da vez é o Recife Mariners, que venceu o Bulls Potiguares pelo placar de 35 a 27 na outra semifinal e também está na decisão.

As equipes que vão protagonizar a final nordestina já se enfrentaram durante a temporada regular deste ano. A partida acabou com a vitória do time paraibano por 49 a 26, mesmo jogando fora de casa. Essa foi, inclusive, a única derrota da equipe pernambucana na competição até o momento.

O presidente do Espectros, Diego Martins, avalia o clássico como mais um desafio, mas com um único pensamento: a vitória.

- Mariners e Espectros neste ano é diferente porque nós voltamos a nos enfrentar em decisões. É sempre uma partida difícil e, com toda certeza, terá um quê a mais. Mas nós só pensamos na vitória para garantir o título regional e seguir na briga pelo nacional - avaliou o mandatário rubro-negro.

Esta, aliás, vai ser a quarta decisão nordestina entre Espectros e Mariners. Nas outras três vezes - em 2011, 2014 e 2015 -, os paraibanos levaram a melhor e ficaram com o título.

O duelo entre Espectros e Mariners é considerado como o maior clássico do Nordeste. E vai ser reeditado no dia 3 de novembro, em partida única, com o mando de campo dos paraibanos, por terem feito a pela melhor campanha na primeira fase do Brasileirão. Caso vençam, os Fantasmas conquistarão o nono título regional da sua história e ainda a vaga para os playoffs nacionais, se aproximando cada vez mais do título nacional.

GE