Advogado do Sport Lagoa Seca acredita em punição ao Perilima

O advogado Marconi Acioli, que está defendendo o Sport Lagoa Seca, no processo que o clube entrou contra o Perilima no TJD/PB, disse ontem que o próprio tribunal já reconheceu que o direito do clube é bom, e que houve uma irregularidade praticada pela equipe de Campina Grande, quando relacionou para os jogos da segunda divisão, o atleta Brenno Yuri.

-  O Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol da Paraíba concordou, de forma unânime, que houve a irregularidade e discordou da decisão do procurador-geral, Fernando Moura Neto, que arquivou a denúncia do Sport-PB. O que está acontecendo é uma procrastinação do julgamento do mérito que é a estratégia da defesa do Perilima, que sabe que o clube errou e não há como provar ao contrário  -  disse o advogado, ontem, em entrevista divulgada pela Rádio Tabajara.

Na sessão do Pleno do TJD/PB na segunda-feira, houve uma decisão de abertura de inquérito para apurar a suposta irregularidade. Agora, um novo relator deve ser designado para analisar novamente a situação e deliberar se a questão deve ou não ir a julgamento.

O Sport-PB alega que a Perilima feriu o regulamento da divisão do acesso do estadual, relacionando Brenno em cinco partidas do torneio. Segundo o clube de Lagoa Seca, o atleta não tinha vínculo profissional com o clube e vai fazer 21 anos em 2018. Segundo o documento que rege a competição, Brenno, por ter nascido em 1997, para estar apto a jogar o campeonato, precisaria ter um contrato profissional.

PB Agora