TJDF-PB define para o dia 19 o julgamento da Perilima por suposto caso de escalação irregular de atleta

O julgamento que irá analisar o suposto caso de escalação irregular da Perilima na disputa da 2ª divisão do Campeonato Paraibano já tem uma nova data: 19 de dezembro. A denúncia protocolada pelo Sport-PB deveria ter ido à julgamento na última quarta-feira. No entanto, os auditores da Terceira Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol da Paraíba (TJDF-PB) se ausentaram do órgão apresentando motivos pessoais. A sessão, que poderá até mudar o cenário do futebol do estado e eliminar a Perilima, vai ter início às 18h30, na sede do Tribunal, em João Pessoa.

Curiosamente, a data marcada para o novo julgamento representa justamente um mês de que o TJDF-PB optou, por unanimidade, pela abertura do inquérito para apurar a suposta escalação irregular por parte da Perilima.

A denúncia do Sport-PB que deverá ser analisada pelos auditores do TJDF-PB acusa a Águia de Campina Grande de ter utilizado o meia Brenno Yuri de maneira irregular durante a primeira fase da Segundona. O que, segundo a denúncia, fere diretamente o regulamento que rege a competição já que o atleta não possui vínculo profissional com o time e já havia extrapolado os 20 anos de idade, faixa etária limite apontada no regulamento.

Caso a escalação seja confirmada, a Perlima e o Campeonato Paraibano terão modificações para a edição de 2019. Isto porque a Perilima, que conquistou o acesso para elite do futebol estadual, pode até ser desclassificada. Este é, inclusive, o pedido do Sport-PB para que possa ser incluído na grade de participantes da 1ª divisão no próximo ano. O São Paulo Crystal, que também foi eliminado na semifinal da 2ª divisão, só que para o Esporte de Patos, é outro que está de olho na vaga

GE