Confira as notas dos atletas do Galo na classificação para as quartas de finais

O Treze está classificado para as quartas de final da Série D. Mesmo com a derrota por 2 a 1 para o Iporá, na tarde deste domingo, o Galo avançou por ter feito 2 a 0 na partida de Campina Grande, na última segunda-feira. E o grande nome da classificação foi o veterano Marcelinho Paraíba, autor do gol no Estádio Ferreirão, em Iporá.

Ele teve a melhor nota na avaliação do GloboEsporte.com. Também fizeram uma boa partida o volante Copetti e o atacante Ceará. Por outro lado, o lateral Alex Travassos mais uma vez esteve numa jornada infeliz e acabou com a pior nota.

Veja como foi o desempenho dos jogadores do Galo:

Mauro Iguatu. Não teve culpa nos gols do Iporá. Fora isso, fez uma atuação segura, especialmente nas bolas levantadas para a área do Treze. Nota 6,5

Alex Travassos. Mais uma vez foi o ponto fraco do time. Não atacou com eficiência e ainda deixou muitos espaços na defesa, por onde o Iporá dominou no primeiro tempo. Nota 4

Talisson. Entrou no lugar de Alex Travassos no intervalo e deu mais segurança ao setor defensivo. Com, isso, o time acabou melhorando o rendimento. Nota 6

Italo. Falhou feio no segundo gol do Iporá. Depois, subiur de produção e acabou a partida dominando as investidas do adversário. Nota 5,5

Brumati. Praticamente no mesmo nível do companheiro de zaga. No primeiro tempo, acabou falhando mais por conta do esquema de jogo. Com a entrada de mais um volante, teve segurança para superar os atacantes goianos. Nota 6

Zé Carlos. Estreou com a camisa do Galo na fogueira, justamente num jogo desivo. E não comprometeu. Fez bem o trabalho defensivo e, quando deu, até se arriscou no ataque. Nota 6

Johnattan. Entrou nos acréscimos no lugar de Zé Carlos apenas para ganhar tempo. Sequer tocou na bola. Sem nota

Copetti. Grande partida do volante do Treze, especialmente no segundo tempo, quando teve a ajuda de Elielton. Fez bem a cobertura das laterais e ainda achou tempo de organizar as jogadas no meio-campo. Nota 7

Dedé. Começou mal a partida, sobrecarregado no esquema 4-3-3. No segundo tempo, teve mais espaço e conseguiu desenvolver um melhor futebol. Nota 6,5

Marcelinho Paraíba. É o grande maestro desse time. Controla a partida com experiência e ainda leva perigo nas bolas paradas. Hoje, fez um golaço pegando de primeira o cruzamento. Nota 7,5

Leílson. Perdeu um gol feito no primeiro tempo, o que acabou abalando a confiança do jogador. No final do primeiro tempo, fez o cruzamento para o gol de Marcelinho. Nota 6

Elielton. Entrou no intervalo no lugar de Leílson. A substituição mudou a cara da partida, já que o Treze teve um time mais equilibrado na segunda etapa. Nota 6,5

Leandro Love. Não fez uma boa partida, apesar de não ter se omitido. Sem conseguir prender a bola no ataque, foi presa fácil para a defesa goiana. Nota 5

Ceará. Muita correria para cima dos defensores do Iporá. No segundo tempo, saíram de seus pés os principais contra-ataques. Por pouco não faz o dele. Nota 7

GE