Final da Série D vai ser último jogo do Amigão antes da troca do gramado

Acostumado a receber grandes jogos, até da Seleção Brasileira, várias decisões de Campeonato Paraibano e duas finais de Copa do Nordeste, o Estádio Amigão vai ser palco, pela primeira vez em sua história, de uma final de Campeonato Brasileiro. E a final da Série D nacional vai ser um marco para a história de Treze e Ferroviário, que brigam pelo título da competição nacional, mas também do próprio Estádio Governador Ernani Sátiyro, que vai passar por uma série de mudanças após a partida entre Galo e Tubarão da Barra.

Logo após a final da Série D, que está marcada para o dia 5 de agosto, o Amigão vai passar por um processo para troca do gramado, que é o mesmo desde a fundação do estádio, em 1975, além da implantação de um novo sistema de irrigação, dessa vez automatizado. A informação foi repassada pelo gerente administrativo do estádio, Ascânio Paceli, em entrevista a Rádio CBN.

- No dia seguinte à final da Série D a empresa que vai realizar os serviços já vai entrar para realizar a troca do gramado do Amigão. Vai ser feita a troca do gramado, que vai passar a ser o chamado padrão Fifa, e também vamos automatizar todo o processo de irrigação do gramado. É uma melhoria porque esse gramado do Amigão é o mesmo desde a fundação do estádio e agora vai ficar muito melhor - comentou o gerente.

A grande final da Série D do Campeonato Brasileiro, entre Treze e Ferroviário, está marcada para o dia 5 de agosto, mas o primeiro jogo vai acontecer na próxima segunda-feira, na Arena Castelão, em Fortaleza. Vale lembrar que além de Treze e Ferroviário, São José do Rio Grande do Sul e Imperatriz do Maranhão também garantiram o acesso à Série C de 2019.

GE