Mauro Iguatú coloca o Galo da Borborema na final da Série D

O Treze venceu o Imperatriz-MA por 2 a 1 nos pênaltis após 1 a 0 no tempo normal e se classificou pela primeira fez para uma final de Campeonato Nacional. O grande herói da noite desta segunda-feira, foi o goleiro Mauro Iguatú, autor de três defesas nas cobranças de penalidades máximas.

Durante a semana, a CBF deve confirmar os dias e horários da decisão. A expectativa é que os jogos aconteçam nos dois próximos sábados. Como fez 26 pontos e o Tubarão somou 24, o Galo da Borborema fará a finalíssima em casa, diante da torcida campinense. Dessa forma, pode repetir o feito do Botafogo, campeão da Série D de 2013, o único título de Brasileiro do Estado da Paraíba. Além disso, esta edição verá a primeira decisão de Série D entre times nordestinos.

Resumo do jogo

Como esperado, o Treze foi para o abafa e encurralou o time maranhense até os 25 minutos do primeiro tempo. Bem postada, a equipe de Flávio Araújo dominou as ações. Marcelinho Paraíba e Samurai fizeram a diferença.Na sequência, o Imperatriz conseguiu respirar. A equipe colocou a bola no chão e buscou espaços. Destaque para os ataques velozes e com passes dinâmicos. No mais, o 0 a 0 ofuscou a boa apresentação do Galo.

No retorno do intervalo, o Imperatriz calculou as ações e já não deu mais o espaço que existiu ao longo do primeiro tempo. Aos 7 minutos, uma boa triangulação culminou em um chute de Marcelinho. A tentativa anunciava o que ocorreria cinco minutos depois: após levantamento de Marcelinho na área, um desvio da defesa colocou a bola na cabeça de Samurai que fez. O equilíbrio permaneceu até o apito final de Caio Vieira.

Público: 12.713
Renda: R$ 221.240,00

Treze-PB: Mauro Iguatu; Talisson (Alex Travassos), Ítalo, Nilson Jr e Silva;
Carlos Coppetti, Dedé e Marcelinho Paraíba;
Leílson (Patrick), Maxwell Samurai (Leandro Love) e Ceará.
Técnico: Flávio Araújo

Imperatriz-MA: Jean;
Gabriel Paulino, André Penalva, Anderson e Renan Luis;
Cloves, Daniel Barros e Eloir;
Adauto, Kaká (Diego Vitor) e Lucas (Thaynan depois Wanderley).
Técnico: Marcinho Guerreiro