Após desistir, Queimadense volta atrás e garante participação na Segunda Divisão do Paraibano

Temendo uma punição por parte da Justiça Desportiva, a diretoria da Queimadense procurou a diretoria da Federação Paraibana de Futebol para cancelar o ofício de desistência das disputas do Campeonato Paraibano da Segunda Divisão. Com isso, o time continua incluso na competição.

A informação confirmada, ontem à tarde, pelo presidente do Carcará do Cariri, Humberto Lopes. “Não seria interessante, a Queimadense ser penalizada, ficando fora das competições oficiais”, disse o dirigente, certo que a Federação vai considerar a participação da Queimendense na competição.

Além disso, o dirigente garantiu ter recebido apoio de várias pessoas oferecendo parcerias. A Queimadense deve contar com um elenco completo, caso oficialize com um clube parceiro. O Carcará pode mandar seus jogos estádio Presidente Vargas. O clube ainda recebeu apoio das cidades de Boqueirão e Alagoa Nova.

-  A verdade é que, depois que vocês anunciaram nossa desistência. Muita gente ficou sensibilizada. As pessoas nós procuraram oferecendo parceria”, disse o dirigente, assegurando ter proposta das cidades de Boqueirão e Alagoa Nova. “Podemos jogar em uma destas cidades. Estamos estudando - Disse Humberto.

Mas, existe grande chance da Queimadense utilizar o estádio Presidente Vargas, de propriedade do Treze. As negociações estão bem adiantadas, de acordo com Humberto Lopes. “Seria importante jogar no PV. Fica mais perto e nossa torcida teria mais condições de comparecer para nós apoiar”

TV Torcedor