TJDF-PB vai julgar na próxima segunda-feira a denúncia do Sport-PB contra a Perilima

Enquanto Esporte de Patos e Perilima estão disputando a grande decisão do Campeonato Paraibano da 2ª divisão, a competição pode acabar tomando outro rumo de acordo com o que for decidido nos tribunais. É que o Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol da Paraíba (TJDF-PB) marcou para a próxima segunda-feira o julgamento da ação do Sport-PB, que acusa a Águia de Campina de ter escalado de forma irregular o atleta Brenno Yuri na primeira fase da competição. A informação é do presidente Ricardo Barros, que confirmou ainda que o julgamento está agendado para as 18h30, na sede do Tribunal. A sessão pode resultar até na desclassificação da Perilima da competição, o que modificaria o cenário da Segundona deste ano.

De acordo com o presidente do TJDF-PB, além dele, sete auditores vão participar da sessão. Ricardo Barros entende que o processo precisa ser julgado o mais rápido possível. Mas vale ressaltar que o julgamento da próxima segunda-feira é apenas o da primeira instância, cabendo recurso para ambos os lados.

O Sport-PB entrou com a denúncia no TJDF-PB no dia 16 de outubro, antes do encerramento da primeira fase, alegando que a Perilima utilizou de forma irregular o jogador Brenno Yuri em cinco partidas da fase de grupos. Na ocasião, a escalação foi apontada como uma infração ao Regulamento Específico da competição porque o atleta não possui vínculo profissional com a Águia de Campina e já havia extrapolado a marca dos 20 anos de idade, condição que é vedada pelo artigo 7º do regulamento.

Antes de o processo ser apreciado, o TJDF-PB chegou a adiar o jogo de volta da semifinal da 2ª divisão, entre Perilima e Sport-PB, por meio de liminar. No entanto, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) derrubou essa liminar e remarcou a partida. Nos 180 minutos, a Águia derrotou o Carneiro tanto no duelo de ida quanto no de volta e se classificou para a final contra o Esporte de Patos, que já teve seu primeiro jogo nessa quinta-feira, com vitória do time sertanejo por 4 a 2.

A princípio, o processo esteve nas mãos do procurador Fernando de Moura Neto, que, após analisar o caso, não acatou a denúncia e solicitou o seu arquivamento. Depois dessa decisão, o documento foi designado para o relator Ulysses Pereira Marques, que começou a analisar o processo na última terça-feira e já enviou o seu parecer, ainda não divulgado.

Mas, antes mesmo de receber o parecer do relator e apesar da indicação de arquivamento por parte do procurador, o presidente Ricardo Barros já tinha dado a entender que seguiria adiante com o caso. E isso se confirmou nesta sexta-feira, com a marcação do julgamento.

Dentre as punições possíveis, a mais severa é a desclassificação da Perilima do Campeonato Paraibano da 2ª divisão, alterando toda a situação atual do campo na competição. E é justamente nisso que o Sport-PB confia, aguardando, inclusive, conseguir o acesso no lugar da equipe de Campina Grande.

A segunda partida da final, entre Perilima e Esporte de Patos, está marcada para este domingo; ou seja, o campeão vai ser conhecido um dia antes do julgamento que pode derrubar a decisão das quatro linhas.

GE