Francisco Diá pede mais do Campinense, critica transição do time e admite limitação financeira do clube

A vitória do Campinense, no último amistoso antes da abertura do Campeonato Paraibano, maquiou uma atuação nada convincente. A vitória por 2 a 0 diante do Central de Caruaru, nesse domingo, com um gol em cada tempo, deixou oportunidades a serem corrigidas até a estreia no estadual. O resumo é do treinador Francisco Diá, que demonstrou preocupação com a atuação da equipe até o referido momento da pré-temporada.

Um time que criou muitas oportunidades no segundo tempo. Consequência da chacoalhada que o técnico precisou dar nos jogadors no vestiário, mesmo com a vitória parcial nos primeiros 45 minutos. Lopeu havia marcado aos 43. Erros de passe e o nítido desentrosamento deram motivos para que o treinador repensasse a postura do seu time.

- Precisa melhorar muito. Eles (o Central) dificultaram as nossas penetrações. Na segunda parte da partida, eles cederam mais. Acho que sentiram um pouco da falta de ritmo. Tivemos boa posse de bola, mas faltou uma transição mais rápida. É isso que a gente quer. Houve essa transição no segundo tempo e as oportunidades apareceram. O último passe não foi legal. Na ansiedade de fazer esse passe muito rápido, o time errava as transições - explicou.

Francisco Diá utilizou 18 jogadores no amistoso. Os ajustes feitos no decorrer da partida surtiram efeito para que a equipe consolidasse o resultado com gol de Warlei, na metade da etapa complementar. O comandante atesta o mau momento financeiro do clube quando fala das peças disponíveis no elenco, e até admite que precisa de reforços com um peso maior. No mesmo ritmo, reconhece o trabalho da diretoria na busca por nomes para fortalecer mais o seu plantel.

- A torcida aplaudiu mesmo quando o time não estava bem. Assim que o Campinense tem que ser. Tem que incentivar esses jogadores que têm sido guerreiros. Eu dou o frio de acordo com o cobertor. A gente não tem condições de contratar grandes jogadores, pela falta de patrocínio. O presidente está fazendo esforço total, junto com a diretoria - disse Diá.

Quando a Raposa entrar nas quatro linhas, no próximo domingo, será para valer. O Campinense vai até o Sertão, onde enfrentará o Sousa, na estreia do Campeonato Paraibano. A partida será realizada às 17h, no Estádio Marizão.

GE