Diretor da FPF garante um bom quadro de árbitros para o Paraibano

Com o afastamento de vários árbitros, por determinação do STJD, o quadro da Federação Paraibana de Futebol ficou bastante resumido, e a entidade abriu inscrições para que árbitros da Paraíba e de outros estados possam trabalhar no Campeonato Paraibano, que começa no próximo dia 12. Segundo o diretor de arbitragem da FPF, Arthur Alves, já existe cerca de 80 árbitros inscritos e que poderão trabalhar no campeonato estadual.

- Para nossa alegria, muitos árbitros de todo o País mostraram interesse em trabalhar no nosso campeonato. Recebemos muitos pedidos, e aqueles que atenderem os nossos requisitos, estarão fazendo parte do grupo. Não há uma limitação no número de árbitros. Como é um serviço prestado, podemos contratar quando precisarmos, durante a competição - afirmou.

Arthur informou também que a pré-temporada dos árbitros do Estado começa hoje e vai até o domingo, com avaliações físicas e médicas, além de uma reciclagem. Aqueles que consigam as metas exigidas, estarão aptos a trabalhar no campeonato. Sobre a escala para 5 jogos da primeira rodada, o dirigente disse que ainda não está definida.

- Como o campeonato só começa no final da próxima semana, ainda estamos definindo se os escolhidos para cada partida serão por sorteio ou por indicação. A exigência da presidente Michelle Ramalho é que sejamos rigorosos nas escolhas, para que tenhamos um grande campeonato - afirmou Arthur.

O dirigente adiantou ainda que os árbitros terão uma remuneração padrão, independentemente se são da Paraíba ou de outro Estado.

- A Taxa será uma só, independentemente do profissional. Pagaremos um valor dentro da nossa realidade. Aliás, desde que chegamos, estipulamos taxas até para os árbitros da categoria sub 15, que não eram remunerados. Nossa taxa de segunda divisão, por exemplo, foi uma das maiores do País - acrescentou.

 Arthur afirmou ainda que desde que chegou à Paraíba, vindo de São Paulo, está estruturando o setor de arbitragem da FPF.

- Não tínhamos nenhuma tipo de cadastro dos árbitros, nem dados pessoais, nem informações sobre eles. Agora todos serão cadastrados. Iniciaremos também, nos próximos meses, uma escola de arbitragem para formar novos árbitros - concluiu.

TV Torcedor