Sem laudos dos estádios, MP volta a pedir adiamento da 2ª Divisão do Paraibano

O procurador do Ministério Público da Paraíba (MPPB), Valberto Lira, afirmou nesta terça-feira que, até agora, nenhum dos laudos de liberação dos estádios que vão receber os jogos da 2ª Divisão do Campeonato Paraibano foi entregue ao órgão, que já recomendou, inclusive, o adiamento no início da competição. As declarações do procurador repercutiram durante o programa Bate Bola Campina, da Rádio CBN.

- O que eu posso afirmar é que até agora nenhum dos laudos dos estádios que vão receber os jogos da Segunda Divisão foram encaminhados pela Federação Paraibana de Futebol ao Ministério Público. Já foi feita uma recomendação para o adiamento e se a FPF não responder a nossa recomendação, vamos ter que acionar as entidades competentes - comentou o representante do Ministério Público, que também é presidente da Comissão Estadual de Prevenção e Combate à Violência nos Estádios.

Valberto foi além e afirmou que, a preço de hoje, sem nenhum laudo apresentado, vai ficar muito difícil conseguir manter a abertura da competição para o dia 16, como foi programado pela Federação Paraibana de Futebol (FPF). Através da assessoria de comunicação, a entidade máxima do futebol estadual informou que “os laudos estão sendo providenciados pelos clubes”, e nada mais.

A Segunda Divisão do Campeonato Paraibano de 2018 vai contar com a participação de 12 equipes, divididas em três grupos: No Grupo do Agrestes, estão Perilima, Picuiense, Queimadense e Sport-PB. No grupo do Litoral estão São Paulo Crystal, Internacional-PB, Spartax e Confiança de Sapé. Já no Grupo do Sertão, estão as equipes do Esporte de Patos, Nacional de Pombal, Sabugy de Santa Luzia e Femar.

Na primeira fase, todos jogam entre si em partidas de ida e volta dentro das chaves. Todos os líderes de cada grupo passam para as semifinais e o melhor segundo colocado da primeira fase também avança para o mata-mata. Quem passar da segunda fase está na primeira divisão do Paraibano em 2019.

GE