José Renato diz desconhecer teor de nova denúncia e que vai aguardar advogados

Um dos citados na denúncia do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco), o ex-presidente da Comissão Estadual de Arbitragemda Federação Paraibana de Futebol (Ceaf-PB), José Renato, se mostrou bastante surpreso com a informação divulgada nesta terça-feira. De acordo com o ex-dirigente, sua defesa ainda não estava ciente do conteúdo da denúncia e, por isso, não teria como se pronunciar nesse momento.

-   Sinceramente eu não estou sabendo do que se trata, se é uma nova denúncia. Minha defesa já foi apresentada e sobre essa informação nova eu só vou poder me pronunciar quando meus advogados tomarem ciência do que está sendo apresentado - comentou o ex-presidente da Comissão Estadual de Arbitragem da Federação Paraibana de Futebol (FPF).

O Ministério Público apresentou esta semana uma nova denúncia contra dirigentes do futebol paraibano clubes de futebol, investigados na Operação Cartola. No total, foram apresentadas denúncias contra onze pessoas, entre elas o presidente do Campinense, William Simões e o presidente do Botafogo, Zezinho Botafogo. 

O MP está solicitando a instauração do processo penal contra os denunciados e pediu ainda a destituição de todos os réus que ocuparem cargos no Botafogo Futebol Clube e no Campinense Clube. No dia 17 de junho já havia sido apresentada uma primeira denúncia também fruto da Operação Cartola.

GE