São Paulo Crystal volta a esbarrar em um time de Patos treinado por Marcos Nascimento

Pelo segundo ano seguido, o São Paulo Crystal ficou no quase acesso para a 1ª divisão do Campeonato Paraibano. E, em ambas as oportunidades, o time de Cruz do Espírito Santo encontrou dois obstáculos que parecem imbatíveis: um clube da cidade de Patos e o treinador Marcos Nascimento. Jazon Vieira, que foi a aposta do Tricolor para 2018 para tentar levar o time à elite do futebol paraibano, lamentou a segunda eliminação seguida.

Em 2017, o São Paulo Crystal caiu no jogo do acesso diante Nacional de Patos, que era comandado por Marcos Nascimento. Já nessa quarta-feira, o time de Cruz do Espírito Santo se viu, mais uma vez, diante do professor Nascimento, desta vez à frente do Esporte de Patos.

E o Tricolor ficou mais vez no meio do caminho, ao perder por 3 a 1 para o Alvirrubro sertanejo. A "bola na trave" pelo segundo ano seguido foi um banho de água fria no planejamento do São Paulo, que chegou a ser cotado como favorito para integrar a elite do futebol paraibano em 2019.

O técnico Jazon Vieira lamentou o resultado adverso, mas afirmou que vai seguir tentando.

- Até o primeiro tempo, a nossa equipe estava bem. Tomamos um gol inesperado, seguimos bem. Ficamos com um homem a mais e, para a nossa infelicidade, o juiz expulsou um nosso também. Eu já esperava que o Esporte iria se fechar e ia jogar explorando os contra-ataques. Mas agora é se refazer e vida que segue. A gente queria muito levar o São Paulo Crystal para a primeira divisão, mas não foi dessa vez - declarou Jazon Vieira, técnico do São Paulo Crystal.

Em 2019, a equipe deve voltar a tentar o sonho do acesso, mas, desta vez, sem a presença dos clubes de Patos, já que na nova temporada as duas agremiações sertanejas estarão na 1ª divisão estadual.

GE